Saturday, December 29, 2012

Já para o Confessionário

Lendo as postagens da Lynnette da Nettio Designs (que eu admiro demais!) encontrei uma na qual ela traz 8 confissões sobre scrapbooking, coisas que detesta, ama ou precisa ou que tem até vergonha de confessar. Achei a brincadeira legal e resolvi fazer a minha e então taggear algumas pessoas pelo mundo virtual. Acho que tô precisando me relacionar um pouco (tô me sentindo sozinha... também em pleno período de festas e eu aqui online. kkkk).

Ui e vamos que vamos!

1) Eu não sei qual é meu estilo e não ligo! Bem, isso é algo que grande parte das scrappers fala por aí, a gente tem dificuldade de descobrir o próprio estilo. Contudo eu ouço tanta discussão por aí sobre isso e me pergunto "pra quê?" Qual é a razão de tanta discussão? Eu quero mais é experimentar. Eu tenho sim algumas coisas e formas que gosto de usar e estou sempre repetindo, mas aqui e ali eu gosto de experimentar, e daí?! Isso faz de mim uma scrapper pior ou melhor? Acho que não. #prontofalei

2) Eu me sinto um dinossauro! Putz, essa é vergonhosa. A tecnologia hoje é tão urgente, tudo muda o tempo todo e novidades aparecem, as pessoas usam e eu fico sabendo muuuito tempo depois e tenho uma resistência louca para começar a usar. Confesso que às vezes dá vontade de estar mais por dentro, de fazer parte. Mas bem, tô aceitando que eu sou assim. Ponto.

3) Já fiz o tipo que fazia de tudo para não ter que gastar os tubos em material de scrap. Sim, quando comecei. E acho isso natural e até saudável porque a gente tá só conhecendo, experimentando. Mas hoje eu procuro conforto e qualidade, me matar para criar uma tagzinha que eu posso comprar pronta - eu coloco na balança, nem sempre vale a pena. E material digital então... já fui designer, eu sei o tempo e a dedicação que temos para criar e as pessoas simplesmente não valorizam.

4) Tenho apenas um álbum com páginas aleatórias antigas e umas três páginas digitais impressas em molduras e só. Todos os albuns que criei para projetos de aulas ou encomendas, nem fotografia tenho... Por isso minha frustração e mudança de rumo agora. Toma vergonha na cara, Daniella. Scrap é para eternizarmos as nossas memórias em primeiro lugar.

5) Eu quero abraçar o mundo. Não posso ficar sabendo de um desafio ou projeto que quero participar, muitas vezes tentei, mas me embanano toda e vixi... 

6) Eu sou a rainha da procrastinação. Eu sento para ver inspirações, ler blogs ou coisa do tipo para entrar no clima e acabo passando o tempo todo que eu tinha para scrappear no PC. #fato Além disso, quando estou com um projeto em andamento, chego sempre num ponto no qual empurro com a barriga e se tenho prazo para finalizar, passo madrugada acordada, faço as coisas correndo para conseguir finalizar a tempo. Quando é que vou aprender?

7) Reclamo que o marido e a filha são muito barulhentos, mas quando estou sozinha na frente do PC, ligo a TV ou o rádio. Auto-explicativo. hahahaha

8) Ainda não consigo me imaginar com um photobook. Já pensei em fazer um. Já cheguei a começar um num desses serviços onlines. Mas acabo desistindo, lembra da minha resistências às tecnologias?! Enfim, quando penso num photobook acho que não vou gostar do resultado, gosto mesmo é de um album com coisinhas que eu possa sentir, pegar, mexer.

Bom, essas são as minhas 8 confissões. Não me julguem. Mas compartilhem as de vocês, concordam comigo em alguma coisa ou me acham uma louca?! hahaha

E aproveitando, quero ver as confissões de vocês. Para começar vou taggear algumas conhecidas. ;-)

1 comment:

  1. Oie Dani
    Adorei o blog novo!!!!
    Saudades de ti :)
    Beijosss

    ReplyDelete